BNDES aprova R$ 210 mi para projeto de energia alternativa

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento de R$ 210,7 milhões para a construção de uma unidade de cogeração a vapor e de energia elétrica a partir do cavaco de eucalipto. É o  primeiro projeto aprovado pelo banco para esse tipo de biomassa e terá capacidade de geração total de 1,148 mil toneladas de vapor industrial e 125,7 MW de energia elétrica por ano.

Os recursos serão destinados à ERB Aratinga S.A, no município de Candeias, na Bahia, por meio de agentes financeiros credenciados no BNDES, os bancos Votorantim, Bradesco e Itaú BBA. Os investimentos, que somam R$ 265 milhões, vão criar 700 empregos diretos e 1.750 indiretos durante a fase de construção.

A ERB Aratinga, subsidiária da ERB Energias Renováveis do Brasil, é uma empresa referência na geração de energia de biomassa.

O conceito do projeto envolve, além do benefício ambiental de substituição de vapor produzido a partir de gás natural por vapor produzido por biomassa para as unidades industriais da Dow do Brasil, a verticalização da cadeia produtiva da biomassa como combustível para geração de energia. Os investimentos incluem a plantação de 227,8 mil toneladas/ano de eucalipto, em uma área de 9,7 mil hectares, necessários para atender à geração prevista.

Do ponto de vista econômico, o projeto traz para a Dow benefícios como a economia significativa no custo, em função da utilização do vapor industrial, e a correlata eliminação do risco causado pela volatilidade do preço do gás natural, bem como do risco de suprimento.

A escolha do eucalipto em detrimento de outras fontes de biomassa, como pinus e bagaço de cana, privilegia a segurança no suprimento. O eucalipto tem histórico de cultivo de mais de 90 anos e é plantado no litoral do norte da Bahia desde a década de 70, existindo hoje mais de 130 mil hectares de florestas naquela região. Atualmente, essas florestas estão entre as mais produtivas do Brasil. Diferentemente de outras biomassas, o eucalipto pode ser colhido o ano todo.

O BNDES, em suas políticas operacionais, dá prioridade aos financiamentos de projetos em fontes de energia renovável, que possuem uma das mais baixas taxas cobradas pelo banco. A biomassa, uma fonte de energia limpa, vem aumentando sua participação na matriz energética brasileira.

Informação de: Portal Brasil

Anúncios
Esse post foi publicado em Biomassa, Investimento, Políticas Públicas e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s