Entenda porque ainda faltará etanol em 2012

Apesar de avaliar que o mercado de etanol irá se autorregular, o presidente da consultoria datagro Plínio Nastari, reconhece que os estoques serão novamente apertados, apesar de maiores. A consultoria prevê estoque efetivo (estoque e produção da safra seguinte) de 770 milhões de litros em 30 de abril de 2012, ante os 432 milhões do fim de abril deste ano. O ideal seria entre 800 milhões e 900 milhões de litros.

Segundo a União da Indústria da Cana de Açúcar (UNICA) um dos responsáveis por esta situação chama-se ATR, quantidade de açúcar na cana que está muito abaixo do esperado. No acumulado desde o início da moagem atual (safra 2011/12), a concentração do açúcar na cana foi de 108,77 quilos por tonelada, 8,51 quilos a menos do que o observado em igual intervalo da safra passada.

Se a quebra de safra, que começou em abril, for mais acentuada do que o previsto, o setor terá dificuldades para direcionar mais caldo da cana para produzir etanol. O motivo, explica Plínio Nastari, é que 90% a 95% da exportação de açúcar já estão vendidas por meio de contratos antecipados. 

Outro ponto crítico que pode contribuir para este quadro de falta de etanol é a demanda  tanto interna como externa, que neste momento começa a aparecer como uma “janela” de oportunidade, principalmente para os EUA.

Não será possível abastecer o mercado sem uma medida para diminuir o consumo, como redução da mistura de etanol na gasolina ou o aumento do preço atual. Uma projeção feita pela FG Agro, consultoria econômica indica que os preços do etanol deveriam estar 9% maiores do que os atuais.

Na tentativa de diminuir o problema da escassez de etanol, o governo vai incentivar o plantio, ampliação ou renovação das lavouras de cana. Para isso, o novo Plano Agrícola terá ampliado, de R$ 200 mil para 1 milhão o limite de crédito para esse fim.

OS secretários de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, José Carlos Vaz, e o adjunto de Política Econômica do ministério da Fazenda, Gilson Bittencourt, detalharam ontem (31/05) as principais novidades para o setor, que entram em vigor no dia 1º de julho, quando tem início a safra 2011/2012.

Informação de: Tn Petróleo

Anúncios
Esse post foi publicado em Biomassa, Investimento, Políticas Públicas e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s