O Brasil tem o terceiro maior potencial mundial em hidrelétricas

Rio Iguaçu

O presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Maurício Tolmasquim defendeu nesta sexta-feira (29) a construção de usinas hidrelétricas, mesmo em regiões com ecossistema sensível, como a Amazônia. Segundo Tolmasquim, é possível criar contrapartidas ambientais, que permitiriam recuperar áreas degradadas e ainda obter a geração elétrica para o desenvolvimento do País. Tolmasquim lembrou que 60% do potencial hidrelétrico brasileiro estão na região amazônica. “Há um preconceito contra as hidrelétricas. É possível conciliar a construção de usinas com a preservação do meio ambiente. Algumas vezes, há como exigir na construção a recuperação de áreas degradadas”, disse.

O presidente da EPE contou ainda que o Brasil tem o terceiro maior potencial mundial para construção de hidrelétricas, ficando atrás só da China e da Rússia. Mas o País utilizaria atualmente apenas um terço desse potencial. “A energia hidrelétrica é uma energia limpa e altamente competitiva”, defendeu.

Em comparação com outras fontes de energia, o presidente da EPE estima que o Brasil tem potencial para gerar até 300 mil megawatts de energia elétrica a partir de parques eólicos, o que seria mais ou menos equivalente a 30 usinas de Itaipu.

Informação de: Gazeta do Povo

Anúncios
Esse post foi publicado em Energia Limpa e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s