Investimento no Setor Energético

Notícia publicada na Gazeta do Povo destaca que está programado, dentro do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC2) do governo Federal, um investimento de mais de R$ 468 bilhões na área de energia, enfatizando  a área de petróleo & gás e energia elétrica.  Confira a notícia à seguir:

Governo terá urgência para melhorar aeroportos

A presidente Dilma Rousseff afirmou hoje, no discurso que fez no Congresso, que dará continuidade ao segundo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) retomando o planejamento de longo prazo no País. Ela citou as obras que o governo pretende desenvolver no período de 2012 a 2014 não apenas tendo como foco a realização da Copa do Mundo, mas a necessidade de corrigir a infraestrutura do país, principalmente obras em rodovias, ferrovias e pavimentação e prevenção de áreas de risco.

Segundo ela, o governo programou mais de R$ 468 bilhões de investimentos na área de energia, com ênfase na área de petróleo e energia elétrica, além dos investimentos na área de saúde e construção de creches.

Segundo Dilma, o governo confirma a meta de construção de mais dois milhões de novas habitações no programa Minha Casa, Minha Vida, que receberá mais de R$ 278,2 bilhões de investimento. Ela afirmou ainda que os investimentos para a Copa do Mundo e na área de energia representarão “benefícios permanentes” e afirmou que o governo “terá urgência” para melhorar os aeroportos do País.

O destaque maior foi dado aos investimentos em pesquisa e inovação, que serão garantidos com a exploração de petróleo da camada pré-sal. “É um investimento que valorizará a empresa nacional, que contribuirá com a geração de novos empregos”, disse. Ela afirmou que as riquezas do pré-sal formarão uma poupança de longo prazo para o País.

No discurso, a presidente comentou, ainda, que neste momento estamos vivendo a oportunidade de tornar o Brasil uma grande Nação. “Essa oportunidade não será desperdiçada”, disse. Ela reafirmou o compromisso do governo com soluções ecológicas e proteção de reservas naturais do país. Garantiu, também, que será mantida a política de incentivo ao etanol e outras fontes hídricas, sempre com a preocupação de mostrar ao mundo que o Brasil é uma “economia dinâmica com respeito ambiental”.

Fonte: Gazeta do Povo

Anúncios

Sobre Lincoln Herbert

Professor de Tecnologia da Informação.
Esse post foi publicado em Investimento e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s