Integração da Academia e Indústria Internacional

O site de notícias Terra publicou uma matéria a respeito da contratação da Universidade Federal do Rio de Janeiro pela Comissão Executiva Hidrelétrica do Rio Lempa (CEL) situada em El Salvador, pais Centro Americano. Essa notícia não chama atenção apenas pela utilização dos conhecimentos e estudos desenvolvidos pela academia, mas sim pela utilização desses conhecimentos por empresas estrangeiras. Isso deveria despertar a atenção de empresas brasileiras de ter esse tipo de iniciativa também. Confira a notícia completa:

A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) assinou nesta quarta-feira um acordo com a Comissão Executiva Hidrelétrica do Rio Lempa (CEL) para prestar assessoria técnica a El Salvador no planejamento e desenvolvimento do setor elétrico do país centro-americano, informaram fontes oficiais.

O presidente da CEL, Nicolás Salume, explicou que especialistas brasileiros irão assessorar o país com métodos para conduzir a matriz energética, detectar as características do mercado e definir as funções das instituições envolvidas no atual marco legal.

“Para nós, é determinante a assessoria que possam nos dar”, declarou o funcionário. Segundo ele, o projeto ficará a cargo do Grupo de Estudos do Setor Elétrico (Gesel), da UFRJ.

O diretor do Gesel, Nivalde de Castro, disse que o acordo tem como objetivos trabalhar junto às universidades em linhas de pesquisa sobre o setor elétrico e na reestruturação deste. “Poderemos utilizar um pouco a experiência e conhecimento que temos do setor elétrico do Brasil, que é muito grande e passou por transformações muito importantes”, destacou Castro.

Ele ressaltou que a parceria irá abordar aspectos como meio ambiente, a relação entre o crescimento da economia e a demanda de energia elétrica, projetos de energia renovável e prospecção sobre o mercado de energia na América Central.

O especialista indicou que há uma agenda de seminários e oficinas sobre assuntos como meio ambiente, formas de financiamento para projetos e construção de usinas hidrelétricas binacionais com Honduras e Guatemala.

Castro confirmou, além disso, que será instalado um escritório na sede da CEL para trabalhar com as universidades e atender outros assuntos derivados deste acordo. Segundo ele, esta iniciativa é parte de um processo de integração energética que o Governo do Brasil promove através da Eletrobrás.

Fonte: Terra Notícias

Anúncios

Sobre Lincoln Herbert

Professor de Tecnologia da Informação.
Esse post foi publicado em Investimento, P&D e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s