Nova subestação da Copel reforça suprimento de energia no noroeste

Está em operação a nova subestação Tamoio, construída pela Copel em Umuarama, no noroeste paranaense. A obra reforça o suprimento de energia elétrica às mais de 26 mil unidades consumidoras atendidas dos municípios de Altônia, Cianorte, Goioerê e Umuarama. Ao todo, foram investidos R$ 20,6 milhões.

A subestação empregou R$ 12,5 milhões e o restante foi investido na construção das linhas de transmissão que conectam a nova unidade ao restante do sistema elétrico operado pela Copel. Os recursos financiaram ainda a modernização dos circuitos urbanos de distribuição, convertidos para a tecnologia de rede compacta. Esse tipo de arranjo oferece maior confiabilidade aos consumidores em razão de ser menos sensível a desligamentos provocados por toque de galhos de árvores, que é a principal causa dos desligamentos acidentais da rede elétrica.

A subestação Tamoio opera na tensão de 138 mil volts e está equipada com um transformador de 41 MVA (megavolts-ampères) de potência. Ela integra o programa de expansão e reforço do sistema paranaense de transmissão de energia, cuja meta é totalizar até o final do ano a instalação de mais 566 MVA de potência de transformação em subestações e construir 107 quilômetros de novas linhas de transmissão em todo o Estado.

SUBESTAÇÃO – Localizada no bairro Tamoio, esta é a segunda subestação de grande porte da Copel no município. Ela recebe e processa grandes blocos de energia elétrica na tensão de chegada de 138 mil volts, fracionando-os e rebaixando os níveis de tensão para que a eletricidade seja redistribuída pelos circuitos urbanos que alimentam as redes responsáveis pelo atendimento aos consumidores.

A obra é estratégica para todo o sistema elétrico de Umuarama e região. Além de reforçar as disponibilidades de energia para consumo, permitindo o adequado atendimento ao crescimento da demanda e ao suprimento de novas cargas como indústrias, comércio e residências, a subestação Tamoio amplia a flexibilidade operacional do sistema elétrico em situações de contingência, oferecendo à Copel mais opções para o remanejamento de cargas durante uma emergência.

SOLUÇÕES – A alimentação da nova unidade é feita a partir do seccionamento da linha de transmissão que liga as subestações Umuarama e Santa Terezinha, por uma linha recém construída com 12,5 km de extensão total.

Tanto no projeto da subestação quanto no das linhas de conexão, a Copel aplicou o que existe de mais moderno e seguro na tecnologia de transformação, transmissão e distribuição de energia. Em todas as fases de implantação, a Companhia observou com rigor o atendimento a todos os requisitos ambientais e adotou as mesmas soluções de engenharia já utilizadas em obras do gênero em outras regiões densamente habitadas. Essas soluções buscam integrar as instalações da nova subestação à cena urbana, minimizando seus impactos e oferecendo absoluta segurança à vizinhança.

Também foram realizadas ações de paisagismo, com a cobertura do solo exposto e plantio de árvores compatíveis com a arborização viária, contribuindo para a melhoria da paisagem e da segurança local.

Anúncios

Sobre Lincoln Herbert

Professor de Tecnologia da Informação.
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s